Importância da adoção é abordada na Câmara Municipal de Osasco

por adm publicado 26/05/2021 14h48, última modificação 26/05/2021 14h48
Moção apresentada pela líder do governo abordou o tema na 11ª Sessão Ordinária

Por Ana Luísa Rodrigues

De 23 a 29 de maio acontece a “Semana Municipal de Garantia do Direito à Convivência Familiar”, instituída em 2012 a partir de um projeto da vereadora Ana Paula Rossi (PL). A parlamentar aproveitou a realização da 11ª Sessão Ordinária, nesta terça-feira (25), para apresentar a Moção de Esclarecimento nº 159/2021, falar sobre a semana e também abordar a celebração do Dia Nacional da Adoção.

“Hoje, 25 de maio, é o Dia Nacional da Adoção e eu estou muito feliz em falar sobre as mães do coração. É importante a gente lembrar das crianças e adolescentes que não tem garantido o direito constitucional de ter convivência familiar. Quanto mais o tempo passa, menos chance eles têm de fazer parte de uma família - e o número de adoções caiu na pandemia”, comentou a parlamentar.

Ana Paula Rossi parabenizou os vereadores Elsa Oliveira e Josias da Juco, que também adotaram crianças: “Temos aqui três representantes, a vereadora Elsa, o vereador Josias e eu, que somos pais adotivos. Deus me presenteou com três filhos maravilhosos. Não tem diferença nenhuma, precisamos ter esse olhar atento a essas crianças e precisamos discutir essa questão, e que Osasco faça a diferença nesse assunto”, finaliza Ana Paula Rossi.

Idealizadora do projeto Família Acolhedora, quando foi secretária de Assistência Social, a vereadora Elsa Oliveira (Pode) ressaltou a importância de abordar o assunto neste momento: “A gente precisa discutir esse tema. Aproveito para divulgar o trabalho da SAS Projeto Família Acolhedora, um projeto intitulado Família Canguru, que é um lar provisório, destinado para as crianças e jovens que ainda não conseguiram a adoção. Esse programa tem ajudado a ressignificar as vidas de muitas crianças e adolescentes”, disse ela.

Outro parlamentar que adotou, incentivado pela vereadora Ana Paula Rossi, foi Josias da Juco (PSD). Ele aproveitou a oportunidade para falar sobre os desafios enfrentados pelos pais adotivos: “É um desafio, mas Deus tem me dado sabedoria. Minha filha é um presente de Deus, fui escolhido para conduzir a vida dela. Essas discussões são importantes porque nós aprendemos mais, inclusive com exemplos vividos por nós”, comentou Josias da Juco.

Comemorado todo 25 de maio, o Dia Nacional da Adoção foi instituído em 2002. Em outubro de 2020 o Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (SNA), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), indicava que mais de 30 mil crianças e adolescentes estavam em situação de acolhimento - sendo que 5.154 mil delas estavam aptas a serem adotadas.