Participação feminina marca Dia da Mulher na Câmara

por adm publicado 23/03/2018 14h50, última modificação 23/03/2018 14h50
Representantes de entidades representativas usaram a Tribuna Livre no Dia Internacional da Mulher.

O Dia Internacional da Mulher foi marcado pela participação feminina na Câmara Municipal de Osasco, na tarde desta quinta-feira, dia 8 de março. Lideranças ligadas a movimentos sociais, coletivos e conselhos representativos participaram da Tribuna Livre para reivindicar mais atenção para as políticas públicas voltadas às mulheres, tanto no Município de Osasco como no País.

As lideranças participaram da Tribuna Livre a convite da Vereadora Drª Régia Sarmento (PDT), autora da Propositura. Também estiveram presentes, o Presidente da Câmara, Vereador Dr. Elissandro Lindoso (PSDB), o Vereador Mário Luiz Guide (PSB) e o Vereador Jair Assaf (PROS).

A Presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher, Gleides Sodré, foi a primeira a usar a Tribuna e convocou as mulheres osasquenses a participarem das atividades do organismo.

Gleides também destacou a movimentação promovida no Largo Osasco, na manhã do dia 8, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, e cobrou mais atenção por parte do Poder Executivo Municipal em relação às reivindicações das mulheres.  “Não queremos mais e nem menos. Que tenhamos um dia de luta e resistência”, afirmou.

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

O Coordenador da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Osasco, Valdir Fernandes, o Tafarel, destacou a importância do “8 de março” como  dia de mobilização  pelos direitos das mulheres, sobretudo na luta contra a violência.

“Chega de violência contra a mulher. A cada 2 minutos uma mulher é agredida no país”, lamentou o dirigente sindical.

A Vice-Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Mônica Veloso, também abordou o problema da violência contra a mulher e do crime de feminicídio. “Não pode ser um dia feliz quando se vive a violência doméstica e no trabalho”, ponderou.

LUTA CONTRA O ASSÉDIO SEXUAL

As palavras da Diretora do Sindicato dos Trabalhadores Públicos de Osasco e Cotia (Sintrasp), Mercedes Lopes Batista, foram de agradecimento, mas também de reivindicação.

Mercedes agradeceu ao legislativo osasquense pela aprovação do projeto que estendeu a licença-maternidade dos servidores públicos do Município de Osasco para seis meses. A dirigente aproveitou o espaço para pedir apoio para que seja criada uma lei que coíba o assédio sexual no serviço público.

POLÍTICAS PÚBLICAS

A Vereadora Drª. Régia encerrou o evento reforçando a luta das mulheres osasquenses por políticas públicas e cobrou do Poder Executivo Municipal mais espaço para essas políticas na atual gestão. “Pedimos ao Prefeito que empenhe todos os esforços para trazer de volta os direitos das mulheres, principalmente na saúde”, finalizou.

 Assista ao vídeo do evento

Veja as imagens