Setembro Verde: Vereadores de Osasco dão depoimentos emocionantes em favor da doação de órgãos

por adm publicado 15/09/2021 15h18, última modificação 15/09/2021 15h18
Falas foram motivadas por Moção de Apoio apresentada pela vereadora Ana Paula Rossi.
Setembro Verde: Vereadores de Osasco dão depoimentos emocionantes em favor da doação de órgãos

A vereadora Ana Paula Rossi, durante a 21ª Sessão Ordinária. Foto: Robson Cotait.

Por Deniele Simões

Os vereadores de Osasco aprovaram, por unanimidade, durante a 21ª Sessão Ordinária, realizada nesta terça-feira (14), a Moção nº 358/2021 em apoio à campanha Setembro Verde, que trabalha a conscientização sobre a importância da doação de órgãos e tecidos.

A moção, de autoria da vereadora Ana Paula Rossi (PL), gerou depoimentos emocionantes sobre a importância da doação de órgãos como forma de salvar vidas.

“A doação de órgãos pode mudar a vida de milhares de pessoas que esperam por um transplante. Por isso, é importantíssimo conscientizar as pessoas”, disse a autora do documento.

Ana Paula Rossi, que é transplantada, contou a sua experiência como paciente renal crônica que ficou nove anos na fila do transplante, após conseguir um doador. “Sou muito grata. Hoje estou aqui, totalmente saudável, com uma vida super ativa, graças a uma família com amor ao próximo”.

Segundo a parlamentar, as famílias são as responsáveis por permitir a doação dos órgãos de seus entes falecidos – ato que pode salvar a vida de até oito pessoas.

Ainda de acordo com Ana Paula, a família que deseja permitir a doação de órgãos deve avisar as autoridades e fazer a autorização. Além disso, o processo é custeado pelo SUS e não há mutilação no corpo após a e retirada dos órgãos.

Doação Salvou Quatro Vidas

A vereadora Elsa Oliveira (Podemos) lembrou o quão importante foi a influência da vereadora Ana Paula Rossi na época em que sua irmã Geni faleceu, aos 40 anos, em decorrência de um aneurisma cerebral. Segundo Elsa, a colega de vereança é uma referência para ela e todos os seus familiares, devido ao exemplo de luta.

“A história da Ana Paula foi muito forte para a nossa família. A gente conversou, assim como minhas irmãs e minha mãe, e decidimos doar os órgãos da Geni”, recordou emocionada. De acordo com Elsa, a doação permitiu salvar ao menos quatro vidas. “Conseguimos doar os dois rins e as duas córneas”, completou.

Medula Óssea

O vereador Laércio Mendonça (PSD) também usou a tribuna para contar a experiência vivida com sua enteada Maria Fernanda, de 11 anos, que passa por tratamento de leucemia e necessita de transplante de medula óssea.

Mendonça encabeçou uma campanha de doação de sangue e plaquetas para ajudar Maria Fernanda e as milhares de pessoas que necessitam. “Gostaria de pedir que todos abraçassem essa causa, não só da doação de sangue, mas de plaquetas e medula. Isso realmente salva vidas”, concluiu.