Vereadora Juliana da Ativoz

por adm publicado 12/01/2021 13h05, última modificação 03/02/2021 11h47

vereadora-juliana-da-ativoz161x225.jpgNome Civil: Juliana Gomes Curvelo
Nascimento: 17/07/1984
Naturalidade: Osasco/SP
Ocupação: Professora de Ensino Fundamental
Grau de Instrução: Superior Completo
Partido: PSOL
Legislaturas: 2021-2024
Membro das Comissões: De Política Urbana, Meio Ambiente e Defesa dos Direitos do Consumidor de Serviços Públicos Municipais; De Educação, Cultura e Esportes; De Políticas Afirmativas de Raça e Gênero
Telefone/Fax: (11) 3699-9177
E-mail: juliana.ativoz@osasco.sp.leg.br
Redes Sociais: facebook.com/julianagocu | instagram.com/julianagocu
Endereço do Gabinete: Câmara Municipal de Osasco - Av. dos Autonomistas, 2615 - 2º andar, Sala 21 - Centro - Osasco/SP - CEP: 06090-020

Biografia

Juliana Gomes Curvelo é pedagoga, especialista em arte educação e sócio psicologia. Atuou como assistente de direção em uma escola pública de São Paulo. Com 36 anos, é casada e tem duas filhas. Nasceu e foi criada no Rochdale, bairro de Osasco que sempre enfrentou problemas causados pelas enchentes. A vereadora conhece a realidade de ser mulher e mãe que precisa utilizar equipamentos públicos, como do SUS, e defende escolas públicas de qualidade para suas filhas.

AtivOz

O coletivo já existe há um ano e vem discutindo a participação política através de uma proposta de ocupação no gabinete de Juliana para ocupar o espaço político. O propósito do grupo, formado por aproximadamente 40 pessoas e pulverizado na população de Osasco, sempre foi participar das eleições com o objetivo de ocupar esse espaço e proporcionar maior representatividade e diversidade ao Legislativo osasquense.

A vereadora encabeça o primeiro mandato coletivo da história da Câmara Municipal de Osasco. Além de Juliana, fazem parte do mandato coletivo AtivOz:

Ângela Bigardi - Educadora, 49 anos, formada em pedagogia e serviço social. Engajada na luta pela escola pública de qualidade, na valorização dos profissionais da educação, dos servidores públicos e na disseminação do ecossocialismo. “Educação pública e de qualidade para todos!!!”

Deise Oliveira - Psicóloga Clínica e Facilitadora de Círculos de Construção de Paz, 37 anos. Feminista, militante da saúde mental e economia solidária. “Faça o que você pode com o que você tem!”.

Higor Andrade - Ativista LGBTQI+, ator e escritor, 23 anos. Formado em marketing. “Ser LGBTQIA+ É lutar diariamente contra a opressão e a desigualdade”.

Victor Luccas Ramalho Moura - Em breve será bacharel em Ciências Moleculares e tem 21 anos. É militante de movimentos estudantis. “Organize sua Indignação.”

Ao grupo, se juntou uma sexta integrante. “Éramos em cinco, mas sempre sentíamos que faltava algo. Quando fomos eleitos, incorporamos a nossa suplente”:

Karina Correia - Formada em psicologia, 28 anos de idade. “UBUNTU, eu sou porque nós somos!”.

"A chamamos para compor e trazer mais o PSOL para dentro do gabinete. Sua participação também traz a questão muito forte da negritude, da gente ter o olhar para a pessoa preta da periferia, que está à margem em diversas questões sociais”, diz Juliana.

Mandata

Os integrantes da mandata AtivOz já se conheciam de outras lutas em um outro coletivo que faziam parte. Inicialmente queriam disputar a eleição para ocupar espaços decisivos na cidade, para ter representatividade. Representar, de fato, os interesses das mulheres, do movimento LGBTQI+ e da juventude. Então, se reuniram e se organizaram para disputar coletivamente. O mandato coletivo é uma forma para se ocupar esse espaço, juntando votos, que em grupo fica muito mais fácil do que individualmente. Existem outras experiências no Brasil de coletivos que conseguiram se eleger porque se uniram na mesma luta. Foi uma estratégia para ocupar uma cadeira no parlamento municipal.

“Assim, teve-se que definir a pessoa que poderia representar esse coletivo. Eu tenho 16 anos de experiência de atuação em partidos políticos, experiência no movimento estudantil, com economia solidária, com a educação. E sou mãe de duas meninas, sou uma mulher e precisamos de mulheres ocupando esse espaço político também. Então, tudo isso foi levado em consideração na hora de ver quem deveria ser representante desse coletivo durante a ocupação na Câmara Municipal de Osasco”, explicou Juliana.

Campanha Modesta

O coletivo montou estratégias próprias para a campanha. “Durante a campanha, tivemos o apoio do nosso chefe de gabinete, o Rafael, que trouxe mais experiência e maturidade. Fizemos uma campanha com somente R$ 3.500, ao todo. Certamente, foi uma das campanhas mais modestas nesta eleição para a Câmara Municipal de Osasco. Não tínhamos muitos recursos para contratar ninguém, então fizemos apenas 10 bandeiras e material de campanha contado. Tínhamos uma preocupação muito grande de que nossa mensagem chegasse às pessoas e que fosse diretamente pelas nossas mãos. Investimos em conteúdo digital para ferramentas como WhatsApp, Facebook e Instagram. Como éramos em cinco pessoas, unimos nossas forças para uma campanha de rua também”, explica a vereadora.

Oposição Propositiva

O grupo ocupa o espaço de oposição na Câmara de Osasco e defende uma atitude propositiva. “Visitando os espaços públicos de Osasco, temos observado algumas falhas. Acredito que não podemos apenas apontar as falhas, mas também é necessário propor uma forma de trabalho para resolver essa falha. Além da experiência, temos a força da juventude a nosso favor, a vontade de querer fazer, de ir atrás, para não somente apontar os erros, mas propor soluções”, explica Juliana.

Atendimento

A mandata coletiva da AtivOz defende que o gabinete sempre esteja aberto à população. Por causa da pandemia, pretendem também marcar encontros e reuniões em espaços públicos abertos. “Pensamos que é muito importante ocupar esses espaços públicos. Queremos também, trabalhar muito com a transparência. Não tem por que ficarmos escondendo da população o que está acontecendo. Então, vamos trabalhar essa transparência nas nossas redes sociais, compartilhando com a população tudo o que está acontecendo no nosso dia a dia”.

Renovação

O pleito de 2020 trouxe uma grande renovação para a Câmara de Osasco. É a primeira vez na história de Osasco que cinco mulheres são eleitas para o cargo de vereadora. “Acredito que deveria ter ainda mais mulheres. Acho que falta muita coisa para poder deixar claro, para mulheres inclusive, que é importante votar em mulheres. É importante a representatividade”, opina Juliana.

“Então, essa renovação é importante para dar oportunidade para pessoas que queiram fazer e queiram tentar mudar a vida das pessoas. Sabemos que existem muitas coisas para serem feitas e estamos à disposição para ouvir a população. Para elaborar nossas propostas e fiscalizar o trabalho do executivo também”, finaliza a vereadora do PSOL.